No item quatro – Indicação do Almirante Leal para Associado do Cembra na categoria de “Especialista” e como seu Coordenador Executivo, Costa Fernandes lembrou sua intenção, manifestada há mais de ano e renovada na 35ª CE (OUT 13), de passar as suas funções de Coordenador Executivo, assumida formalmente no dia 24 de novembro de 2009, acordo decisão adotada na 1ª AG (embora já as viesse exercendo desde  a 1ª reunião da Comissão de Coordenação Executiva, ocorrida em 27 de agosto daquele ano). Passados quase cinco anos de exercício formal na função, acredita que seja a forma de renovar-se o Cembra e de virem a lume novas ideias para os destinos do Centro. E chegou-se, à pessoa do Almirante Leal, antigo companheiro de comissão na Secretaria da Comissão Interministerial de Recursos do Mar (Secirm). Em termos formais, foi lembrado o que preceitua o Art. 10 do Estatuto, que prevê que a admissão de novos associados pessoas físicas ou jurídicas pode ocorrer por iniciativa da Assembleia Geral ou mediante a sua ratificação de indicações feitas por esta Comissão. Assim, foi proposta à Comissão a indicação do Alte. Leal, no primeiro passo como Associado do Cembra, na categoria “Especialista”, ficando, em termos estatutários, para a Assembleia Geral Extraordinária que se sucederá, a aprovação formal de sua indicação (inciso VI do Art. 4º do Regimento Interno) e de sua escolha como Coordenador Executivo. Tais indicações para Associado e para Coordenador Executivo foram aprovadas, por unanimidade. Na ocasião, apresentou-se o currículo resumido do Alte. Leal. Como da tradição do Cembra, caberá a um dos Parceiros a saudação formal ao novo integrante do Centro e seu novo Coordenador Executivo, a convite do Presidente que for escolhido para presidir a Assembleia Geral que se sucederá. Na ocasião, o Alte. Leal registrou, de pronto, seu profundo agradecimento pela indicação.

         No item cinco, – Ação Estruturante – Manutenção, permanentemente atualizada, em edição virtual, da publicação “O Brasil e o Mar [ ... ]” –  Atualização (até MAI 14) do Cap. I – Direito do Mar – consultoria apresentada  pelo Consultor – Alte. Jair Alberto Ribas Marques (DHN/CLPC) (Cembra/CE/DT 58), Costa Fernandes fez uma apresentação sumária do documento, que apresenta alterações pontuais, e foi, a seguir,  aprovado pelo plenário. Pontes Lima apresentou algumas qualificações do Consultor que também é o responsável pela Assessoria para o Leplac, na DHN, além de suas atividades na CLPC/ONU.

         O próximo item da agenda abordou outra atualização virtual. O item seis – intitula-se “Ação Estruturante – Manutenção, permanentemente atualizada, em edição virtual, da publicação “O Brasil e o Mar [ ... ]” –  Atualização (até JUN 14) do Cap. VI – Pesca – consultoria apresentada  pelos Consultores – Profs. Fábio Hissa Vieira Hazin e Paulo Eurico F. Travassos  (UFRPE) (Cembra/CE/DT 59)”. O DT 59 reproduz o documento, como recebido dos Consultores. Costa Fernandes apresentou, de pronto, algumas correções necessárias: na numeração de páginas e na Bibliografia. Efetuadas tais correções, a Comissão considerou o Capítulo em condições de ser incluído no site.

         Já ao final da reunião, abordou-se o item sete – Assuntos Gerais. Não havendo interessados em fazer uso da palavra, o Coordenador Executivo fez as seguintes considerações:

  1. Por carta datada dia 10 de março p. p., só recebida após Alan, em sequência a informação do protocolo da Coppe e a meu pedido, recolher a correspondência retida, a Reitora da Furg indicou, formalmente, como Representante da Furg, o prof. Luiz Eduardo Maia Nery, e como Suplente o Prof. Gonzalo Velasco Canziani. Apresentaram-se os votos de boas vindas ao novo Representante da Furg  –  que  já participou de reuniões do Cembra como Suplente do Danilo Giroldo, ora substituído – e ao novo Suplente – Gonzalo. Na oportunidade, renova-se o agradecimento ao Danilo, pela efetiva contribuição aos trabalhos do Cembra.

  2. Ao se passar a Coordenação Executiva, na próxima AG, couberam os seguintes destaques:

             - manutenção do Cembra  –   manter viva a questão relativa à  verba para manutenção mínima do Cembra (cerca de R$ 5 a 6 mil/mês), que não considera um eventual aluguel de sala para sede do Cembra (e pagamento de condomínio), a contratação de secretária e pagamentos de telefone, luz etc... . Até o momento, é a Marinha que, praticamente, vem provendo recursos para tal. Propositalmente, o Regimento Interno prevê que a Assembleia Geral poderá estabelecer pagamento de cotas financeiras para associados em caráter institucional (Parágrafo único do Art. 2º). Entendimentos mantidos a respeito não progrediram a contento, embora a Furg tenha indicado a possibilidade de que pudesse vir a fazer tal contribuição a partir deste ano;

             - integração, ao Cembra, de Instituição do Nordeste do País – parece desejável não se perder de vista o interesse, tão logo surja oportunidade, de que Instituição do Nordeste do país venha a se integrar ao Cembra. Os entendimentos com o Labomar/UFCE acabaram não frutificando. Na ocasião, voltou a ser abordado assunto que apenas havia aflorado, em reunião anterior, como forma de facilitar-se a participação, por parte de Representantes de Parceiros sediados fora do Rio de Janeiro, em algumas das reuniões do Cembra ou mesmo agilizar-se a realização de outras, incluindo a participação de Parceiros do próprio Rio de Janeiro: a realização de vídeo-reuniões, incluindo o uso do skipe. Pontes Lima mencionou, a propósito, reuniões rotineiras do tipo, que ocorrem sistemática e semanalmente entre Comandantes de Distritos Navais e Diretores da DHN e da DPC, presididas pelo Comando Superior – o Comandante de Operações Navais/Diretor-Geral de Navegação), com grande proveito. Mencionaram-se algumas dificuldades técnicas (de resto transponíveis), relacionadas, por exemplo, com a audição das vozes dos participantes. Aparentemente, não haveria obstáculo a que fossem realizadas reuniões de tal natureza na sala de reuniões do Ecentex. Não foi adotada qualquer decisão sobre o assunto, que deve voltar à baila, em reuniões posteriores.  

             - arquivamento nas pastas do Cembra –o Ecentex teria contratado uma funcionária para ocupar-se dos serviços de sua secretaria. A confirmar-se a notícia, surge a alternativa de, após renovar-se autorização junto ao Fantine, ela passar a arquivar os documentos das reuniões do Cembra nas pastas próprias (mediante pequena gratificação). Caso surja alguma dificuldade em implementar-se tal solução, a alternativa é efetivar-se a compra, já cogitada, de um arquivo, a ser localizado em local previsto pelo Theodoro, para onde seriam deslocados todos os arquivos já existentes.

     c) Como é do conhecimento geral, após introdução do site do Seminário sobre Submersíveis no site do Cembra, surgiram problemas decorrentes de alterações em algumas configurações que o Redehost não conseguiu corrigir (mesmo após retirado o site do Seminário do site do Cembra). A solução, indicada pela webmaster e aceita,  como forma de resolver-se tais problemas, em definitivo, foi passar-se a utilizar novo servidor (DCRdigital). Para tal, foi paga a importância de R$ 300,00 para um período de hospedagem de um ano. A propósito, indica-se que, até a data de ontem, o total de acessos ao site era de 17.832.

    d) No dia 16 p. p., o saldo em conta corrente era de R$ 3.289,04 e o em CDB, de R$ 43.827,58, totalizando R$ 47.116,62. Tal soma passa a ser de R$ 54.116,62, se for incluído o adiantamento de R$ 7.000,00, efetuado, no dia 16, ao novo Coordenador Executivo, mas se reduz a R$ 53.095,11, caso considerados dois pagamentos agendados para o dia 18 (INSS – R$ 1.008,74 e IR – R$ 12,77). Tal é o valor real a ser assumido. Não existem saldos nem débitos em espécie.

    Quanto à transferência da gestão financeira, ouvido o novo Coordenador e o Contador, ficou acertado o repasse de certa importância ao Alte. Leal (já efetuado, como acima indicado). Será providenciado um balanço extraordinário do dia 1º ao dia de hoje (17 de julho de 2014).

  1. Segundo levantamento solicitado à BHMN, ainda existem armazenadas 426 unidades da 2ª edição de “O Brasil e o mar [ ... ], 304  em capa comum e 122 em capa dura. Acredita-se ser desejável verificar o interesse de algumas instituições, mormente dos Parceiros do Cembra,  em receber  cerca de 300 unidades, no total.

Após entendimento com o novo Coordenador Executivo, a próxima reunião (41ª CE) ficou marcada para  o dia  10 de setembro, 4ª feira, em princípio, na Coppe. Na ocasião, Luiz Eduardo mencionou que, por exigências administrativas relacionadas à obtenção de diárias e passagem para o Rio de Janeiro a fim de participar das reuniões do Cembra, é obrigado a apresentar a convocação formal para cada evento com antecedência de duas semanas, indagando se não seria possível que tais convocações fossem efetuadas com essa antecedência. Costa Fernandes indicou que até o momento, a praxe é encaminhar a convocação e os documentos de cada reunião com uma semana de antecedência, mas que não há problema em que se encaminhe pelo menos a convocação (e, talvez, uma agenda provisória) no prazo solicitado.

           Chegando-se ao encerramento dos trabalhositem oito – o Coordenador Executivo encerrou a reunião às 10h05, agradecendo ao Presidente da Femar a gentileza de ceder suas instalações para a 40ª CE  e convidando  todos a  se reunirem no mesmo local, dentro de  cinco minutos, para o início da 7ª Assembleia Geral (Extraordinária).  Ao final da última reunião da Comissão de Coordenação Executiva, como seu Coordenador, Costa Fernandes voltou a registrar a honra e o prazer  que experimentou ao participar de trabalhos com companheiros tão participativos, interessados e cordiais, o que tornou cada reunião  uma renovada satisfação pessoal e profissional.

                  Luiz Carlos Ferreira da Silva          Luiz Philippe da Costa Fernandes                                                                                      Secretário                                   Coordenador Executivo 

 

contador
Tuesday the 25th. Joomla 2.5 templates.